Fantasia

Miguel Torga (1907 – 1995)

Natural de trás-os Montes, licenciou-se em Medicina na Universidade de Coimbra. O seu Diário ou os Novos Contos da Montanha são marcos importantes da literatura portuguesa do séc. XX. Na vasta obra poética que nos deixou realce para a forte relação com a natureza.

Canto ou não canto o limoeiro
Aqui ao lado?
Ele é tão delicado!
Tem um jeito tão puro
De se encontrar ao muro
Onde vive encostado...
Canto ou não canto as tetas da donzela
Que daqui da janela
Vejo no limoeiro?
Elas são tão maduras...
E tão duras...
Têm uma cor e um cheiro...

Canto!
Nem serei o primeiro, 
Nem eu sou santo!

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair /  Cambiar )

Google photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google. Sair /  Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair /  Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair /  Cambiar )

Conectando a %s