Luis Vaz de Camôes – “Amor é um fogo”

220px-camoes_por_fernao_gomesDuas cidades portuguesas disputam a honra de serem o berço de Luis de Camôes: Coimbra e Lisboa. Parece porém depois dos estudos de Teófilo Braga, sobre o asunto, nâo haver dúvida de que nasce na capital poetuguesada naçao o autor dos Lusíadas,  o máis alto Poema que en língua poetuguesa se escreveu. Os feitos gloriosos dos portugueses. Poema épico que narra fatos heroicos e os grandes feitos do povo portugués en suas navegaçoes e guerras.

 

 

Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se e contente;
É um cuidar que ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Advertisements

One comment on “Luis Vaz de Camôes – “Amor é um fogo”

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s